sábado, 16 de dezembro de 2017

As vantagens de se hospedar na Disney

Por Branca Antonioli 

Se você está preparando sua tão sonhada viagem, que tal pensar em ficar em algum dos hotéis da Disney. São vários Resorts com categorias diferenciadas. Tem desde os econômicos até os de luxo. São tantas as vantagens de ficar no complexo Disney, vou enumerar para vocês:


1- Os hotéis são lindos e você tem a vantagem de poder visitar todos.

2- Há o traslado do aeroporto até o hotel com um ônibus da Disney, muito fofo.

3- Você usa ônibus gratuito para ir em todos os parques e no Disney Springs também.

4- Tem Plano alimentação, que na minha opinião, vale muito a pena, pois você pode conhecer todos os restaurantes que você quiser, no seu hotel, em outros hotéis, dentro de todos os parques e no Disney Springs. E tem restaurantes ótimos. 

5- Você pode fazer um plano que inclui diárias de hotel, plano alimentação, ingressos e o Memory Maker (fotos registradas pelos fotógrafos que estão em todos os lugares nos parques), as fotos ficam lindas.

6- Agora tem a Magic Band que é a pulseira da Disney, nela você faz tudo: entra no quarto, paga compras, entra nos brinquedos, registra as fotos, enfim, um achado, muito melhor do que cartão.

7- Você não precisa de carro enquanto está no complexo, pois consegue fazer tudo com o ônibus, muito bom porque dá para economizar com o aluguel de carro e estacionamentos.

Enfim, uma boa pedida né! Os hotéis são lindos e as fotos ficam perfeitas.

Por Branca Antonioli 



quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Como a compra da Fox pela Disney atingirá os parques

A maior empresa de entretenimento do mundo fica ainda maior. 


A Disney adquiriu parte da 21st Century Fox por 52,4 bilhões de dólares e a partir de agora é dona de mais filmes, animações e séries televisivas. A Fox resolveu vender parte de seu portfólio por um motivo que tem preocupado muitos conglomerados de produção de conteúdo, o surgimento de plataformas streaming que tem tomado lugar de muitos canais televisivos e até mesmo superproduções do cinema. A Disney está pensando no futuro e está assumindo uma postura de "engolir o máximo de marcas possíveis" para se manter forte no mercado competitivo. Uma outra razão pode ser a saída de Bob Iger, CEO da Disney, que está programada para 2021. Boatos dizem que um forte nome da Fox pode assumir o comando da empresa. 

Afinal, o que a Disney acaba de comprar? A resposta é muitos sucessos como X-Men, Quarteto Fantástico, Deadpool, a franquia Alien, Planeta dos Macacos, Titanic, A Era do Gelo, Os Simpsons, O Arquivo X, American Horror Story, Homeland, Modern Family e Avatar. Além disso, a compra inclui a Endemol dona de formatos de programas de TV como Big Brother e Masterchef. 

Todas essas aquisições incluem também estúdios da Fox espalhados por Hollywood e que agora a Disney é proprietária. Essa compra foi muito bem analisada. Com o lançamento do próprio serviço de streaming da Disney (em 2019), todas essas aquisições aumentarão o portfólio de filmes e  tornará o futuro serviço um forte concorrente do  Netflix. 


E em relação aos parques? Como que todas essas novas aquisições poderão se tornar atrações? Parece que essa compra já estava prevista quando a Disney construiu Pandora, The World of Avatar no Animal Kingdom. O anúncio era somente uma questão de tempo. É bem provável que novidades possam surgir nos parques temáticos da Disney, embora seja difícil visualizar brinquedos de Alien, Planeta dos Macacos e Titanic. 

Você deve estar imaginando também como que os parques da Universal irão lidar com esse acordo histórico. Será que atrações poderão sair da Universal Orlando Resort? Ainda é muito cedo para prever qualquer mudança, mas nada deverá mudar. Por exemplo, a Universal fez um acordo com a Marvel 15 anos antes da empresa se tornar da propriedade da Disney. E esse contrato diz que o Universal Orlando Resort pode ser o único lar do do quarteto fantástico, homem aranha e seus companheiros super-heróis.  

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Pop Century Resort: uma viagem no tempo


Em nossas viagens sempre separamos nossas hospedagens em duas partes, na primeira ficamos em um hotel da Disney por causa dos ótimos benefícios e depois saímos para um local com apartamentos mais amplos. Nessa nossa última vez, o escolhido da Disney foi novamente o Pop Century Resort, um hotel econômico com temática dos anos 20. Essa foi a nossa segunda vez e, como sempre, estava tudo perfeito. Primeiramente, é preciso explicar o motivo desse hotel ser considerado econômico. Além das diárias serem mais baratas, os quartos são mais simples, os mais comuns são com duas camas e banheiro. Para nós que estávamos em quatro e só chegávamos à noite para descansar, foi o suficiente. Nós reservamos com cerca de seis meses de antecedência, ainda no Brasil.


 Ao chegarmos ao aeroporto, o nosso transporte já estava lá, o Disney's Magical Express, um traslado gratuito do aeroporto-hotel e hotel-aeroporto que a Disney oferece para os seus hóspedes. Após alguns minutos, já estávamos no Pop Century Resort. Fomos direto para a fila do check-in online, pois já tínhamos feito no Brasil antes da partida. Essa é uma dica importante, ao realizar o check-in online você pode escolher as opções de quartos. Escolhemos no terceiro andar (para não ter vizinho em cima) e próximo aos pontos de ônibus, meio de transporte para os parques. Quando chegou a nossa vez na fila, o funcionário pediu o sobrenome, entregou as magic bands e nos mostrou em um mapa de papel onde que ficava o nosso prédio. Pronto! A nossa estadia perfeita tinha começado. Chegamos no quarto, abrimos a porta com a nossa magic band (sim, ela é a chave do quarto) e começamos a desarrumar as malas. 


Os quartos são confortáveis, o nosso era com duas camas de casal e um banheiro. A limpeza dos quartos são diárias e não esqueça de deixar gorjeta. Nós sempre deixávamos um dólar com um bilhete de agradecimento e alguns chocolates. Às vezes você pode ser surpreendido com algumas surpresas que as camareiras preparam. Na nossa primeira vez, ela sempre fazia uma escultura com a toalha. Porém, não é sempre que elas fazem, acredito que é quando tem crianças no grupo. 



O café da manhã, almoço e jantar acontece no Everthing Pop Shopping & e Dinning, uma praça de alimentação onde você pode realizar lanches rápidos. Com uma bandeja, você passa por balcões onde é possível pedir pratos como waffles, omeletes, hambúrgueres, saladas...O cardápio varia conforme a refeição (café-da-manhã,almoço e jantar). E você também pode pegar snacks e bebidas como biscoitos, cookies, sucos, achocolatados, água...


As opções não são as mais saudáveis, mas é o que eles oferecem. Se quiser se alimentar melhor, peça uma salada ou pegue potes de frutas cortadas. Ao terminar de se servir, você paga e sai para as mesas e bem no centro estão as estações de bebidas (café, refrigerante, chocolate quente e chá) e os locais para pegar guardanapos e talheres. E você deve estar se perguntando por qual motivo que no nome do restaurante tem shopping. É que acoplado ao restaurante, há uma loja com diversos produtos Disney. 


Em relação ao entretenimento, é possível se divertir na sala de jogos arcade e nas piscinas com recreação infantil. A piscina principal fica bem no centro do resort e é a maior de todas. Porém, há outras menores espalhadas pelas áreas. 

A vista do nosso prédio, da década de 50 

Sim, o Pop Century é separado por áreas, prédios na qual cada um possui uma temática diferente (anos 50, 60,70,80 e 90). A decoração é que identifica qual década que você está hospedado e não se preocupe, pois os personagens da Disney estão por todos os lados. Nós ficamos hospedados no prédio da década de 50 e gostamos muitos, pois não é tão longe do prédio principal onde está o lobby, o restaurante e o transporte de para os parques. Além disso, em cada andar há um local em que você pode pegar gelo e máquina de snacks. Nos três últimos dias, descobrimos um bebedouro escondido e que foi muito útil para encher as garrafas. Acredito que escondem o bebedouro para todo mundo comprar garrafa de água no restaurante, e que não é barato. 


As outras amenidades que o resort possui são: lavanderia na qual você mesmo lava e seca as suas roupas, estacionamento e wi-fi gratuitos e caixas eletrônicos. E quando chegar o fim da sua estadia, nem se preocupe em ficar na fila para fazer o check-out, pois o mesmo é automático. 

Reformas nos quartos 


Até maio de 2018, todos os quartos do Pop Century passarão por uma remodelação e ficarão mais modernos e confortáveis. Os quartos com duas camas passarão a ter uma cama fixa e a outra fica escondida onde é a mesa. 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Sheraton Vistana Villages: conforto e praticidade

Foto: Sheraton Vistana Villages 

As nossas viagens para Orlando são sempre separadas em duas partes. Na primeira, nós ficamos hospedados em um hotel da Disney por causa dos ótimos benefícios. E depois, vamos para um hotel  que possui apartamentos completos com cozinha, máquina de lavar e quartos mais amplos. Além disso, mais próximo das outras atrações da cidade. Em nossa última viagem retornamos ao Sheraton Vistana Villages, nossa terceira vez.

Localizado na International Drive, há cerca de 2 minutos do Vineland Premium Outlets, o Sheraton Vistana Villages é um condomínio com diversos prédios. E por se tratar de condomínio, o ambiente é muito seguro. Para entrar, você precisa passar por uma guarita. Nessa última estadia, chegamos por volta das 11h. Apesar do check-in estar disponível a partir das 16h, conseguimos adiantá-lo. Os funcionários são muito atenciosos. Demos um caução de 50 dólares e a funcionária pediu qual andar gostaríamos de ficar. Escolhemos o terceiro e ela já nos mostrou um mapa de onde ficava o nosso prédio. 






Há diversas opções de apartamentos. Como sempre viajamos em quatro, preferimos os mais amplos. Nós sempre escolhíamos um apartamento com um quarto e sofá cama, mas nessa última escolhemos com dois quartos e dois banheiros. Além disso, qualquer opção, terá à disposição cozinha equipada, área de serviço  com máquina de lavar e secar, varanda e sala. 


Não são todos os apartamentos que possuem limpeza de quarto. No nosso sempre tinha e as camareiras eram sempre atenciosas. Uma vez ela esqueceu de colocar shampoo e condicionador e trouxe muitos outros para compensar. Quando fui agradecer, ela me disse  em inglês, muito gentilmente, que esse era o trabalho dela. 




A cozinha era uma prioridade para nós, pois além de poupar com alimentação, nós podíamos cozinhar comidas mais saudáveis. Havia uma panela, uma frigideira, copos, xícaras, pratos, talheres, torradeira, cafeteira, geladeira e máquina de lavar louça. O serviço de limpeza sempre deixava pó de café da marca Starbucks, detergente para colocar na máquina de lavar louça e panos para pia. 
Os quartos eram muito bons. Tudo com muita qualidade: camas, lençóis, televisão. 



O Sheraton Vistana Villages possui piscina com bar, restaurantes, um mercadinho, computadores, redes espalhadas por vários lugares e muito conforto. Tem até um lago com patos, onde a gente pode dar comidas para eles. É claro que Orlando tem muita coisa para fazer e você quase não fica muito do hotel. Gostaria de ter aproveitado mais a infraestrutura que eles oferecem.  


Essa foi a terceira vez que nos hospedamos nesse hotel e sempre nos sentimos muito seguros, que é a prioridade para todo mundo. 


A única coisa que eu não gostei dessa nossa última estadia, foi na hora do check-out. Nós precisávamos fazer a saída às 10h, faltavam alguns minutos e já tinha um funcionário do lado de fora para limpar o quarto, isso fez a gente se apressar um pouco e não se sentir muito confortável. No check-out pegamos os 50 dólares que deixamos de caução, entregamos os cartões (chaves do quarto e para o acesso do estacionamento), agradecemos e saímos. 


O hotel é ótimo, indico para todo mundo que procura um apartamento com cozinha, máquina de lavar e secar e conforto. Você pode conferir o preço das diárias e outras informações aqui. 


sábado, 9 de dezembro de 2017

O incrível Planet Hollywood Observatory

Foto: Disney Springs 

Nós sempre gostamos muito de jantar no restaurante Planet Hollywood por causa da temática de filmes e em nossa última viagem não poderíamos de deixar de visitá-lo após a reforma. Logo na entrada, você já percebe a modificação. Um observatório do século 20 dá as boas vindas aos visitantes e no interior, onde estão as mesas, é como se você estivesse em um planetário. 

A fila para entrar no restaurante

Chegamos em Disney Springs, onde está o restaurante, por volta das 19h, mas como a nossa reserva era somente às 20h30, fomos passear um pouco pelo centro de entretenimento. Quando chegou a hora, fomos até o o Planet Hollywood e comunicamos na entrada que tínhamos reserva. Uma das funcionárias entregou um papel com um número e pediu para subirmos ao primeiro andar onde estão as mesas.

A tela gigante com trailer e cenas de filmes 

No caminho, percebemos que muitas peças de filmes, que antes decoravam o ambiente, foram retiradas. Isso deixou a gente um pouco triste, pois nós sempre tirávamos fotos com figurinos e equipamentos utilizados nos principais filmes de Hollywood. Porém, o sentimento logo passou quando chegamos no lugar em que íamos comer. Todas as mesas são viradas para uma tela gigante onde passam trailer de filmes que estão sendo lançados, clipes de músicas e uma homenagem para os aniversariantes que estão comemorando no restaurante. É incrível como a tecnologia auxiliou ainda mais em criar um ambiente divertido e descontraído. 





O garçom trouxe o cardápio e escolhemos os pratos. Como estávamos cansados de hambúrguer, pedimos algo diferente. Como eu tenho intolerância à lactose, o chef veio até a nossa mesa para dizer o que eu poderia escolher. Acabei com um prato de macarrão com molho de tomate (e que molho). Os molhos de tomates dos restaurantes dos EUA são muito saborosos. O meu irmão acabou pedindo uma carne grelhada com vagem e batatas fritas. O meu pai e minha mãe escolheram saladas (Chicken Caesar e Caesar Salad). Confira o menu completo aqui.  


O atendimento foi ótimo, todos muito atenciosos, como sempre. Comparado em relação ao ambiente antes da reforma, prefiro o atual, o antigo era um pouco poluído demais. Nós acabamos não pedindo sobremesa no Planet Hollywood, e o preço para os quatro pratos e quatro bebidas saiu cerca de 105 dólares sem a gorjeta. Sim, não é um preço barato, mas é uma incrível experiência que você deve analisar em colocar no seu planejamento.


E se você for visitar esse clássico restaurante norte-americano, vai ver o tempo passar rápido, pois a tela com trailers e música divertem os convidados. Quase ia me esquecendo! Na saída, tem uma lojinha caso você queira comprar produtos do PH. 

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Dicas para a sua viagem

As nossas viagens são sempre em família e dessa vez Branca Antonioli, parte da família Viva Disney e Orlando, vai oferecer algumas dicas de viagem para você se planejar. 




Uma viagem internacional é coisa séria então, para não errar é preciso planejamento e organização, aqui vão algumas dicas bem importantes:

 1- Organize toda a sua documentação com meses de antecedência, isso inclui seu passaporte, visto válido e vencimento, nunca deixe para última hora.

 2- Comece a pesquisar sobre preços de voos, isso tem uma variação enorme, você pode economizar bastante fazendo pesquisas. Assim que encontrar passagens com preços bons está na hora de comprar. Não esqueça de pontuar suas milhagens, lembrando que viagens internacionais aceleram a sua pontuação, se não possui cadastro, faça com antecedência.

 3- Logo depois da compra de voos é hora de ver onde se hospedar. Pesquise bastante, peça indicações, hoje tem muitos grupos no facebook que poderão lhe ajudar.

4- Comece a comprar dólares, preferencialmente a partir de um ano antes, pois você terá vantagens comprando em pequenas quantidades. Uma boa dica é o fundo de Investimento atrelado ao câmbio. 

5- Habitue-se em fazer um check list diariamente, pois sempre aparecerão coisas que você precisará anotar.

6- Jamais se esqueça de fazer um seguro saúde, uma simples dor de garganta pode se tornar um pesadelo em terras americanas, se você não tiver um seguro.

7- Nunca deixe de confirmar sua reserva e preferencialmente comece a fazer isso uns quinze dias antes, porque voos podem sofrer alterações de horário e até de dia, e se você tem alguma conexão isso será um problema bem grande. Não seja surpreendido!

8- Faça o check in online, com a máxima antecedência possível, no site ou no app da Cia aérea. Geralmente, o check in para voos internacionais abre na internet 72 horas antes. Se você deixar para fazer só no aeroporto correrá o risco de perder a reserva de seu assento.

9- Sempre leve uma mala de mão com pertences pessoais, caso suas malas despachadas não chegarem junto com você ao seu destino.

10- Aumente seu limite no cartão de crédito, não com o objetivo de gastar, mas sim em caso de emergência não entrar em desespero, também faça um comunicado de viagem para sua operadora, para evitar compras recusadas.

11- É interessante fazer uma lista com as principais expressões da língua inglesa, sempre que possível procure comunicar-se na língua do país de destino, pois isso é apreciado e é considerada uma virtude do turista, além de nos deixar bem mais seguros.

12- Planeje a saída para o aeroporto, não saia com o tempo apertado, pois não há nada mais estressante do que embarcar afobado. Comece sua viagem com calma e com um embarque tranquilo.

13- Sempre leve uma doleira consigo, colocada por baixo da roupa, seu dinheiro ficará muito seguro e junto com você. 

Depois de toda essa cautela , que para muitos pode ser 
considerada exagero, mas não é, você poderá aproveitar muito mais sua viagem e suas férias.

Por Branca Antonioli 


terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Como é viajar com a Delta Airlines para Orlando

Foto: Delta Airlines 

Desta vez o Viva Disney e Orlando viajou com a Delta Airlines e vai contar a experiência com essa companhia aérea. Tudo começou na hora de comprar as passagens. Por ser a companhia com o preço mais barato para a época que nós gostaríamos de viajar, acabamos utilizando a Delta para ir aos Estados Unidos. Era a primeira vez que iríamos em um voo com conexão internacional, na ida em Detroit e na volta em Atlanta. Escolhemos os assentos com bastante antecedência, só que próximo do dia da viagem descobrimos que os assentos foram alterados sem nosso consentimento e sem possibilidade de alteração. Ficamos um pouco tristes, mas não foi uma alteração absurda.  Nos colocaram um pouco mais para frente. Vale a dica de ficar acompanhando a sua reserva online, pois as companhias aéreas podem trocar pessoas de assento sem aviso prévio.

Primeiras impressões 

Não conseguimos fazer o check-in online, não estava disponível. Acreditamos que era por causa que os sistemas da Gol (parceira da Delta) e Delta eram diferentes. Bom, fizemos o check-in em Florianópolis e recebemos as passagens de São Paulo-Detroit e Detroit-Orlando. Não entendi muito bem o motivo, pois em São Paulo precisamos fazer o check- in novamente. Fomos a uma sala da Delta e lá recebemos as passagens e o funcionário realizou algumas perguntas como por exemplo: quantos dias vocês vão ficar em Orlando?; qual era a ocupação profissional de cada membro do grupo?... Como a Delta é norte-americana, os funcionários podem realizar perguntas para uma maior segurança. 


O voo 


Foto: Viva Disney e Orlando 

O voo de Florianópolis para São Paulo foi através da Gol, parceira da Delta, e foi tranquilo. Às 22h começou o embarque de São Paulo para Detroit. Entramos no avião e tomamos nossos assentos. Logo, os comissários de bordo começaram a distribuir fones de ouvido e  um kit com tapa-ouvido e máscara para dormir. Também ganhamos garrafas d'água. Sim, garrafas e durou todo o voo. Gostei muito do serviço de bordo da Delta como um todo. Existiam dois funcionários que falavam português e os outros falam em inglês e espanhol, todos muito cordiais. Após alguns minutos de decolagem começaram a entregar lenços quentes para higienizar as mãos. E meia hora depois, serviram o jantar. Enquanto isso, nós assistíamos alguns filmes na tela. O serviço de entretenimento era bom, não tenho o que reclamar. De barriga cheia, fomos dormir. Não era aquele espaço confortável, achei um pouco apertado na verdade, mas é semelhante se comparado a outras companhias. Lembrando que quem deseja mais espaço pode optar pelo Delta Confort com o pagamento de alguns dólares a mais. 



Entretenimento 


Foto: Delta Airlines 

No sistema de entretenimento há filmes (nem todos com legenda e muitos em inglês), jogos, música, séries de TV e mapa de voo. Como é um voo noturno, muitas pessoas dormem, mas não é todo mundo que consegue, não é? Também há wi-fi, mas é pago à parte. Confira os preços, no site da Delta. 

Jantar 

No jantar, tinha frango ou massa, ambos acompanhados com salada, um pãozinho e uma barrinha de chocolate, diamante negro ou Laka. Como eu possuo intolerância à lactose, pedi no momento da reserva do assento (ainda no Brasil), uma refeição especial vegetariana que muitas vezes não possui lactose. E quem pede refeição especial, recebe primeiro. 😊

Café da manhã

Foto: Delta Airlines 


No café da manhã, também recebi a refeição especial. E os comissários serviram aos demais passageiros uma caixinha com uma barrinha de cereal, um potinho com frutas cortadas e sanduíche com presunto e queijo. As frutas não gostei muito, estavam duras, acho que eram congelas. Até derrubei algumas no chão ao tentar pegar com aqueles garfinhos de plástico (kkk). O que gostei muito é que entre as opções de bebidas, tinha café Starbucks. Pousamos um pouco antes do horário previsto, às 5h30 e por isso precisávamos esperar até às 6h para a abertura da imigração. 

Conexão em Detroit 


Foto: Viva Disney e Orlando 

O nosso outro voo era inicialmente às 8h, mas como achamos que não daria tempo, preferimos mudar, ainda no Brasil, para às 10h. Apesar de a Delta garantir que dá tempo para fazer a conexão, mudamos. Isso foi muito bom, pois passeamos pelo aeroporto de Detroit. O outro voo (de Detroit para Orlando) não era muito bom. O avião era um pouco velho e a limpeza não era das melhores. Porém, o tempo de voo era de somente três horas, tranquilo. Serviram um lanche (mini biscoito como pretzel, amendoim e bolacha) com bebidas.

Voo de Volta 


Foto:Viva Disney e Orlando 

Na volta, fizemos uma conexão em Atlanta. Que aeroporto gigante! Vou fazer uma matéria sobre ele aqui no blog! Bom, como ia dizendo, o voo de Orlando para Atlanta foi tranquilo, o avião também não era um dos melhores, mas era apenas uma hora e meia.

Em Atlanta, ao chegar no portão de embarque percebemos que alguns passageiros estavam estressados e falavam com funcionários no balcão. O que tinha acontecido é que o voo do dia anterior tinha sido cancelado e estavam tentando realocar os passageiros no nosso voo. Um funcionário até ofereceu 800 dólares em voucher e estadia em hotel para quem quisesse ser voluntário e oferecer o seu assento. Porém, como estávamos em quatro e tínhamos conexão em São Paulo para Florianópolis, nem cogitamos. Começaram o embarque no horário previsto, porém o voo atrasou cerca de 20 minutos. 

Fora isso, o voo estava tranquilo. Só tinha um funcionário que não estava muito cordial, com uma cara de pouco amigos. O resto estava igual a ida. 

Conclusão 

Gostei muito da Delta, apesar de alguns contratempos. Porém, eu acredito que depende de sorte. Às vezes está tudo às mil maravilhas, às vezes acontece algum atraso. De forma geral, gostei muito da Delta com funcionários cordiais, com um ótimo serviço de bordo. É uma companhia imensa. Nos aeroportos onde fizemos conexão, há muitos voos com a Delta. Em Atlanta é a sede da companhia, então imagina a quantidade de decolagens e pousos. E por se tratar de uma companhia grande, senti muita segurança durante o trajeto. Voltaria sim a viajar com a Delta.