• Pablo Mingoti

Proteja as suas malas na viagem de volta

Atualizado: 22 de Dez de 2019

Proteger a mala na viagem de volta é essencial para evitar problemas no transporte da bagagem


Quando chega o final da viagem, começa aquela preocupação com as malas. Será que elas vão chegar inteiras? Afinal, são muitas compras, não é mesmo? Existem diversos golpes que acontecem nos aeroportos. O mais comum é quando cadeados são arrebentados e suas compras furtadas. Há diversas maneiras de proteger a sua mala e vamos contar algumas dicas que sempre utilizamos. A primeira coisa que deve ser colocada não só na viagem de volta, mas na ida também, é uma etiqueta identificadora de bagagem com endereço, telefone e outras informações básicas. Caso sua mala seja extraviada ou perdida, você poderá ter ela de volta. Claro, que isso dependerá da pessoa que encontrou e da companhia aérea, mas é uma informação que facilitará a devolução. 


A proteção das nossas malas sempre começa no momento da arrumação. Colocamos os objetos mais valiosos ao fundo. E todas as nossa roupas são colocadas dentro de um saco a vácuo que pode ser encontrado nos mercados, inclusive  no Walmart. Esse saco funciona assim. Você coloca as roupas dentro e com um aspirador, tira o ar, tornando-o compacto. Caso não tenha aspirador em mãos, basta ir apertando, sentando em cima, que o ar sai e o saco fica compacto. Se quiser entender um pouco melhor, veja esse vídeo aqui. 


Outra tática que utilizamos foi comprar alguns lençóis por lá, forrar as malas por dentro, colocar algumas compras, dar um nó na ponta e virar o lençol de cabeça para baixo. Dificulta muito de alguém abrir a mala, colocar a mão e tirar alguma coisa. Nós seguimos as instruções desse vídeo aqui. 


Um cadeado não poderia faltar. Utilizamos os aprovados pelo TSA (Transport Security Administration). Esse tipos de cadeados funcionam com um código, senha, mas possuem um espaço para ser aberto com uma chave mestra que somente a TSA possui. Caso o seu cadeado seja o comum e o TSA precise verificar o que tem dentro, os funcionários irão quebrá-lo e a mala continuará a viagem sem nenhuma proteção. E é nessas ocasiões que acontecem a maioria dos furtos. Você pode encontrar cadeados TSA em diversos locais, no Walgreens, em lojas nos outlets e nos mercados. 


Teoricamente somente a TSA possui essas chaves, mas quem disse que alguns ladrões de plantão já não conseguiram uma dessas. Além de todas essas proteções, nós sempre optamos por plastificar a mala como uma segurança extra. Em Orlando, há diversas empresas especializadas nesse serviço. Como uma maneira de economizar, compramos no Walmart plástico-filme e nós mesmos embalamos as malas. Foi um trabalhão, demorou umas 4 horas. Na hora de embalar, o plástico não segurava muito bem, por isso compramos uma fita durex para reforçar. No final, as malas ficaram ótimas, muito bem protegidas como você pode ver na foto de abertura dessa postagem. 


No final ainda colocamos algumas fitas para identificar as nossas malas e facilitar na hora de pegá-las no destino final. Aliás,  vá direto para a esteira de malas quando desembarcar do avião. Isso evitará que alguém de má índole pegue a sua antes. 


O que fazer em furto ou extravio?


A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informa que em caso de extravio é preciso que o viajante comunique imediatamente a empresa aérea, ainda no aeroporto. Para fazer a reclamação, é necessário o comprovante de despacho de bagagens. Os pertences poderão permanecer na condição de extraviada por 7 dias (voos nacionais) e 21 dias (voos internacionais). Caso não aconteça o retorno, a empresa tem que indenizar o passageiro em até 7 dias. E se na viagem de ida, a mala for extraviada, a companhia terá que fornecer um valor como gastos emergenciais pelo período que você estiver sem os pertences. O valor é definido pela própria cia. 


Caso a bagagem seja violada ou furto, o passageiro deverá fazer um comunicado por escrito para a companhia. No caso de violação, poderá ser feita em até 7 dias após o desembarque. No furto, faça também um boletim de ocorrência. A companhia é responsável pela bagagem desde o momento do despache até o recebimento. 


Descubra a magia


Se você deseja saber mais sobre planejamento de viagem para #orlando, é só visitar a nossa página aqui.

Quem escreve 

Viajar com a família para Orlando é o hobby que eu, Pablo Mingoti, mais gosto de fazer durante as férias. Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina e estudante de Direito da Faculdade CESUSC, separo um espaço na minha rotina para compartilhar as experiências e ajudar os brasileiros que viajam para o destino mais encantador do mundo.

Read More

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
Receba Novidades 

© 2018 by Viva Disney e Orlando. Proudly created with Wix.com